Translate this Page
Pesquisa
Qual a sua afiliação religiosa?
Católico
Evangélico
Adventista
Fundamentalista
Outro
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (703 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



Total de visitas: 346803
Ateísmo versus DEUS
Ateísmo versus DEUS

Ateísmo

 

versus

 

DEUS

 

– Duas Breves Ilustrações Sobre a Insensatez do Ateísmo –

 

 

 

01: Um Crente no “Acaso” Questiona um Crente em DEUS.

 

Pergunta [Trek[1]]: Você tem provas científicas de que existe, ou algum dia existiu, um deus? Eu sou ateu e estou apenas curioso.

 

 

Resposta [Dr. De Vries[2]]: Envia-me teu relógio. Vou desmontá-lo e devolvê-lo a você. Então você poderá decidir se acredita que há mais chances de que um amontoado de peças se una numa montagem funcional e seja mais provável, estatisticamente falando, do que se elas forem reunidas por uma inteligência maior (um fabricante de relógio) ou se você ainda acreditaria no acaso - caso você decida que só irá colocar tais peças num saco fechado e agitá-las na esperança de que elas formem um relógio perfeitamente montado.

 

Nós dois sabemos que você vai escolher a existência e a necessidade de uma inteligência maior. Assim, as chances para a ocorrência do “acaso” são simplesmente demasiadamente grandes para serem cridas. Portanto, se a inteligência maior que reuniu as partes de nosso universo, não é Deus quem Ele é?

 

Assim sendo, é a sua crença e sua fé no “Acaso” que é cientificamente implausível, não a minha crença em uma “inteligência maior”, ou seja, Deus. 

 

2. Um Professor Ateu e Sua “Lógica” Refutada Por Um de Seus Alunos.

 

 

Um estudante cristão universitário estava em uma aula de filosofia, quando se iniciou uma discussão sobre existência de Deus.

 

O professor apresentou a seguinte lógica: “Alguém nesta sala já ouviu Deus?”

 

Ninguém respondeu. O professor continuou com sua argumentação: “Alguém nesta sala já tocou em Deus?”

 

Novamente não houve respostas. “Alguém nesta sala de aula já viu a Deus?”

 

Pela terceira vez ninguém disse nada. Então, ele simplesmente declarou: “Então, podemos concluir pela lógica, que Deus não existe”.

 

Após pensar por alguns momentos, aquele aluno cristão pediu permissão para pronunciar uma réplica. Curioso para ouvir a resposta do atrevido aluno, o professor concedeu-lhe direito à réplica. O aluno se levantou calmamente, se posicionou à frente da classe e levantou as seguintes questões a seus colegas:

 

“Alguém nesta classe já ouviu o cérebro do nosso professor?”

 

Silêncio total.

 

 “Alguém nesta classe já tocou o cérebro do nosso professor?”

 

Silêncio absoluto.

 

“Alguém nesta classe já viu o cérebro do nosso professor?”

 

Quando ninguém na classe atreveu a falar, o estudante concluiu:

 

“Então, de acordo com a lógica de nosso professor, deve ser verdadeira a nossa conclusão de que nosso professor não tem cérebro!”

 

 

 

Tradução e adaptação dos textos por Pr Miguel Ângelo L. Maciel. Maio de 2016. Revisão 00.

 

 

[1] Nota do Tradutor: O pseudônimo de quem faz a pergunta faz referência aos seguidores da série de TV ateísta Star Trek.

 

[2] N.T.: Dr. W. G. de Vries (1926-2006), ministro nas igrejas reformadas na Holanda.   

topo