Translate this Page
Pesquisa
Qual a sua afiliação religiosa?
Católico
Evangélico
Adventista
Fundamentalista
Outro
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (775 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



Total de visitas: 379787
É Bíblico o Pentecostalismo?
É Bíblico o Pentecostalismo?

 

É BÍBLICO O PENTECOSTALISMO?

 

Francisco Hulling

 

 

O Pentecostalismo leva muitos nomes: “Tenda de Cura Divina”, “Avivamento Bíblico”, “Renovação”, “Assembléia de Deus”, “Congregação Cristã do Brasil”, “O Brasil para Cristo”, “Igreja Apostólica”, e muitos outros.

 

Muitos verdadeiros crentes estão ligados ao movimento pentecostal. A base do seu ensino é que os mesmos poderes dados aos apóstolos por DEUS, e para o começo da igreja, são ainda para nós no dia de hoje, tais como: curar os enfermos, chamado de “Cura Divina”, e o “Falar em Línguas Estranhas”. No entanto, os ensinos básicos do Pentecostalismo não são encontrados na Bíblia, e nós gostaríamos de pedir ao leitor que fizesse o que os cristão bereanos fizeram, dos quais nós lemos:

 

“Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” – Atos 17.11

 

 

I – A BÍBLIA NÃO ENSINA QUE É NECESSÁRIO ESPERAR PELO BATISMO DO ESPÍRITO SANTO.

 

NÃO HÁ UMA ÚNICA SENTENÇA NAS ESCRITURAS, DEPOIS DA VINDA DO ESPÍRITO SANTO NO DIA DE PENTECOSTES, NA QUAL ALGUÉM É MANDADO OU EXORTADO A ESPERAR PELO ESPÍRITO.

 

A Palavra “Pentecostes” quer dizer – CINQUENTA. A Festa de Pentecostes, no Velho Testamento, era celebrada cinqüenta dias depois da Festa dos Primeiros Frutos (Oferta de Manjares – Levítico 23.16). A Festa dos Primeiros Frutos tipificava a ressurreição de Jesus Cristo (I Coríntios 15.23). A Festa de Pentecostes tipificava a vinda do Espírito Santo, e era realizada CINQUENTA dias depois da dos Primeiros Frutos. O Senhor Jesus Cristo esteve com Seus discípulos elo espaço de QUARENTA DIAS depois da Sua ressurreição (Atos 1.3). Depois disto Ele subiu aos céus. DEZ dias depois (perfazendo um total de CINQUENTA DIAS depois da Sua ressurreição) o Espírito Santo veio no dia de Pentecostes (CINQUENTA). ELE VEIO NAQUELE MESMO DIA, O QUAL AS ESCRITURAS PREDIZIAM QUE ELE HAVERIA DE VIR. OS discípulos esperaram somente até o “DIA DE PENTECOSTES” (50) (Atos 2.1). NOTE BEM, NÃO FOI PORQUE OS DISCIPULOS ESTAVAM PRONTOS E ESPERANDO PELO ESPIRITO SANTO NAQUELE DIA QUE ELE VEIO, MAS, SIM, PORQUE O TEMPO CERTO DE DEUS – PENTECOSTES (A DATA CERTA DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO) – HAVIA CHEGADO PARA QUE O ESPÍRITO SANTO VIESSE.

 

Ainda mais, assim como a encarnarão, crucifixão e ressurreição do Senhor Jesus Cristo não serão repetidas, assim também Pentecostes (Vinda do Espírito Santo à terra para ficar) nunca foi e nem será repetido. Jesus Cristo morreu na cruz do Calvário uma vez para sempre e o Espírito Santo veio no dia de Pentecostes uma vez par sempre[1]. Portanto, é um insulto para o Espírito Santo esperar a Sua Vinda, porque, graças a DEUS, Ele já veio. Você esperaria na estação de trem por um amigo se ele já estivesse chegado? Certamente que não. Da mesma maneira nenhum crente no Senhor Jesus Cristo deve “esperar” para que o Espírito Santo o batize ou entre no seu coração. O ESPÍRITO SANTO JÁ ESTÁ EM SEU CORAÇÃO SE VOCÊ É SALVO. Agradeça a Ele, porque Ele já está em seu coração! Você não poderia ser um crente sem ter o Espírito Santo em seu coração. Ouça o que diz a Palavra de DEUS:

 

“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.” – Romanos 8.9

 

Neste versículo o Espírito Santo é chamado por três nomes: “O Espírito”, “O Espírito de DEUS” e “O Espírito de CRISTO”. Muitos acham que “O Espírito de CRISTO” quer dizer: “À Semelhança de CRISTO”, mas não é. Este é apenas mais um nome, entre muitos encontrados na Bíblia, referente ao Espírito Santo.

 

A pergunta de Paulo em Atos 19.2: “Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes?”, não foi feita a crentes, mas sim a incrédulos, os quais eram discípulos de João Batista. Se eles fossem crentes, Paulo não os teria batizado “em o nome do Senhor Jesus.” (Atos 19.5). Como o contexto claramente revela, els não sabiam nada sobre o Calvário ou Pentecostes.

 

II – A BÍLIA NÃO ENSINA QUE  CRENTE DEVE BUSCAR O BATISMO DO ESPÍRITO SANTO.

 

        Em lugar algum na Bíblia o crente é ensinado a buscar o batismo do Espírito Santo. Paulo, Pedro, Tiago e João nunca escreveram nas suas cartas aos crentes que “deveriam receber o batismo do Espírito Santo” ou ter o “seu Pentecostes”. Por que não? A Palavra de DEUS responde:

 

“Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.” – I Coríntios 12.13

 

Note bem o que a Palavra de DEUS nos diz: QUANTOS CRENTES foram batizados pelo Espírito Santo? “TODOS!”. Os pentecostais dizem: “Alguns”. Quando é que os crentes são batizados no Espírito Santo? No mesmo instante em que são incorporados ao Corpo de Cristo – na conversão, quando eles (pecadores) são “nascidos do Espírito” (João 3.8). Assim nós vemos que a Bíblia ensina claramente que CADA CRENTE NO SENHOR JESUS CRISTO É BATIZADO NO ESPÍRITO SANTO no mesmo instante em que ele é “nascido do Espírito”. Portanto, aqueles que ensinam e também os que buscam o batismo do Espírito Santo ESTÃO NEGANDO AS PRÓPRIAS ESCRITURAS.


No mesmo instante em que “NASCEMOS DO ESPÍRITO” e somos “BATIZADOS” pelo Espírito Santo, nós também somos “SELADOS” com o Espírito Santo (Efésios 1.13, 14), e “HABITADOS” pelo Espírito Santo (I Coríntios 6.19). É privilégio e dever de cada crente ser “CHEIO DO ESPÍRITO SANTO” (Efésios 5.18). Recebemos a “plenitude do Espírito Santo” não porque “esperamos” ou “agonizamos”, mas porque nós no entregamos totalmente ao Espírito, deixando que Ele nos controle completamente. Trocamos, por um ato de rendição e fé, a nossa vida por aquela de CRISTO. Devemos abrir todos os quartos de nosso coração para esse Habitante Celestial (O Espírito Santo) e entregamos a Ele todas as faculdades de nosso ser. ASSIM, NOSSAS VIDAS SERÃO CHEIAS DO SEU PODER, GLÓRIA, PAZ, ALEGRIA E AMOR.


Devemos nos lembrar também que a Bíblia ensina que o Espírito Santo é a Terceira Pessoa da Trindade. Ele não é uma “influência” e nem um “poder” ou “alguma coisa”; Ele é uma Pessoa Divina (João 16.13). Ele é DEUS (Atos 5.3-4). Ele deve ser adorado. Ele não é um “poder” para nós recebermos mais e mais, mas uma Pessoa adorável e divina, que deseja ter controle completo de nossas vidas.

 

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” – I João 4.1

 


Nós rejeitaremos este aviso para nosso próprio perigo? O modo certo de provar  os espíritos é pela Palavra de DEUS, que diz:

 

“À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.” – Isaías 8.20

       


Esta advertência da Palavra de DEUS foi dada aos “adivinhadores e feiticeiros” do tempo de Isaías, e devemos aplicar o mesmo método hoje, tendo como base a Palavra de DEUS. Se nós “esperamos pelo Espírito Santo” o qual DEUS NÂO nos manda fazer desde que o Espírito Santo já veio pra ficar, no dia de Pentecostes, NÓS NOS EXPOMOS A GRAVES PERIGOS ESPIRITUAIS, porque é bem claro que não podemos dizer que DEUS é o que manda aquilo que “recebemos”. NÃO FAÇA DE SUA “EXPERIÊNCIA”, OU AQUELA DE QUALQUER OUTRO, A PROVA DAQUILO QUE É VERDADEIRO OU FALSO, PORQUE SATANÁS PODE DAR “EXPERIÊNCIAS”, E ELE AS DÁ[2]. NÓS DEVEMOS OBEDECER A PALAVRA DE DEUS E NÃO “EXPERIÊNCIA”. Se qualquer “experiência” não for de acordo com a Palavra de DEUS, É DO DIABO, mesmo que pareça alguma coisa “edificante”. Nós não somos mandados a copiar as experiências dos apóstolos, mas sim a obedecer a Palavra de DEUS que o Espírito Santo nos deu através deles (II Pedro 1.21). O ESPÍRIO SANTO NUNCA GUIA ALGUÉM CONTRÁRIO AOS ENSINOS DA PALAVRA DE DEUS, QUE ELE MESMO INSPIROU! Aquele que põe sua “experiência” acima da Palavra de DEUS deve ser considerado como crente orgulhoso ou irregular[3].


É MUITO PERIGOSO BUSCAR “EXPERIENCIAS EMOCIONANTES” NA ESFERA RELIGIOSA PORQUE O DIABO ESTÁ SEMPRE PRONTO A AJUDÁ-LO A ENCONTRÁ-LAS! SE SATANÁS NÃO CONSEGUE EVITAR QUE O CRENTE FAÇA A VONTADE DE DEUS E OBEDEÇA SUA PALAVRA. ELE TENTARÁ LEVÁ-LO ALÉM DA VONTADE DE DEUS NA PROCURA DE UMA “EXPERIÊNCIA RELIGIOSA”. O QUE OS PENTECOSTAIS CHAMA DE O “BATISMO DO ESPÍRITO SANTO” É UMA COMBINAÇÃO DE SUPER-EMOCIONALISMO, HIPNOTISMO E HISTERIA RELIGIOSA, PRODUZIDOS PELOS DEMÔNIOS E SUGESTÕES PSICOLÓGICAS. A pessoa cai em transe e a sua mente consciente torna-se inativa, o “subconsciente” passando a governar ações. Esta “experiência” pode trazer um sentimento de paz e alegria e comunhão com DEUS, mas isto [somente] sucede [verdadeiramente] por causa da atitude do coração para com DEUS, nunca devido à “experiência”. Em muitos casos há uma reação mental e espiritual bem trágica para aqueles que buscam esta “experiência”. CUIDADO! É PERIGOSO!

 

III – A BÍBLIA NÃO ENSINA QUE A EXPERIÊNCIA DE FALAR EM LÍNGUAS É A EVIDÊNCIA OU UMA EVIDÊNCIA DO BATISMO [COM] O ESPÍRITO SANTO.

 


EM NENHUM LUGAR DA PALAVRA DE DEUS NÓS ENCONTRAMOS ESTE ENSINO. Paulo pergunta: “...FALAM TODOS DIVERSAS LÍNGUAS?...”  (I Coríntios 12.30 cf). Esta pergunta nos revela que no tempo de Paul todos os crentes não falavam em línguas. Mas no entanto, um pouco antes Paulo escreveu: “POIS TODOS NÓS FOMOS BATIZADOS EM UM ESPÍRITO, FORMANDO UM CORPO,” (I Coríntios 12.13 cf). PORTANTO NÓS VEMOS CLARAMENTE QUE ENQUANTO TODOS OS CRENTES [ERAM] BATIZADOS PELO OU NO ESPÍRITO SANTO, TODOS OS CRENTES NÃO [FALAVAM] EM LÍNGUAS.


A distinção pentecostal entre falar em línguas e o dom de línguas não encontra base nas Escrituras. O livro de Atos nos mostra QUATRO CASOS DE FALAR EM LÍNGUAS. TRÊS CASOS SÃO DADOS CLARAMENTE E UM É SUBENTENDIDO. “...de sorte que AS LÍNGUAS são um SINAL,...” (I CORÍNTIOS 14.22 cf). O ESPÍRITO SANTO ASSIM REVELA A INCORPORAÇÃO AO CORPO DE CRISTO [IGREJAS LOCAIS] DOS PRIMEIROS CRENTES DE QUATRO GRUPOS DISTINTOS:

 

1. Os judeus crentes – Atos 2;


2. Os samaritanos crentes (desprezados pelos judeus por serem “mestiços”, uma mistura racial de judeus e gentios) – Atos 8.17;

 

3. Os gentios crentes (Cornélio e outros “cachorros gentios”) – Atos 10.46;

 

4. Os discípulos de João, o Batista – Atos 19.6.

 

“...HAVENDO LÍNGUAS, CESSARÃO...”  (i Coríntios 13.8). Esta é a declaração da Palavra de DEUS. Depois que os representantes destes quatro grupos distintos –judeus, samaritanos, gentios e [os batistas] discípulos de João, o Batista – foram incorporados ao Corpo de Cristo, não há nenhuma referência bíblica quanto ao falar em línguas após o Espírito Santo vir ou descer sobre os crentes.


A igreja de Corinto era a mais carnal e fraca entres todas as igrejas [locais] do Novo Testamento. Eles viviam brigando. Levavam uns aos outros perante os tribunais seculares. Eles toleravam um membro que vivia em adultério com a esposa de seu próprio pai. Eles perverteram a Ceia do Senhor. E ESTES CRENTES EXALTARAM O FALAR EM LÍNGUA MAIS DO QUE QUALQUER OUTRO DOM. NENHUM LEITOR HONESTO E OBJETIVO QUE LÊ OS CAPÍTULOS 12 A 14 DE I CORÍNTIOS DEIXA DE NOTAR COMO O APÓSTOLO PAULO DEPLOROU A DEVOÇÃO DELES AO FALAR EM LÍNGUAS. Ele disse:

 

“Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos. Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida.” – I Coríntios 14.18-19

 


Os pentecostais são opostos a Paulo. Eles preferem falar mil palavras em língua estranha (por assim dizer) do que cinco com a própria inteligência! Você é assim também?


DEUS libertou o autor deste folheto do erro pentecostal alguns anos atrás. Um domingo de manhã, numa reunião pentecostal, um membro levantou-se e começou a ler o capítulo 14 de I Coríntios, e eu escutei-o atentamente. De repente UMA MULHER levantou-se e começou a levantar os braços e a “falar em línguas”, e depois mais uma, e mais outra, até que nove ao todo estavam num estado de êxtase descontrolado. Eu vi que não queriam que a leitura do capítulo 14 de I Coríntios continuasse. Mas mesmo entre o barulho e o pandemônio que faziam, eu consegui ouvir estas palavras:

 

“Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos... Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.” – I Coríntios 14.33, 40.

 


O contraste completo entre o que eu via e o que as Escrituras diziam, ajudaram-me a pensar, e eu comecei a ser que o Pentecostalismo não é de DEUS, MAS SIM DA CARNE.

 


IV – A BÍBLIA NÃO ENSINA QUE O SEXO FEMININO DEVE ESTAR A FRENTE DO TRABALHO DE DEUS.

 


ISTO NÃO É ORDEM OU ENSINO DE DEUS. Nunca foi e também não é hoje; no entanto, é comum no Pentecostalismo. Paulo escreveu:

 


“Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.” – I Timóteo 2.12


 

E Paulo também nos diz:


 

“As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.”- I Coríntios 14.34

 


Nestes dois versículos o Senhor pela pena de Paulo ensina que as mulheres devem ficar caladas nas igrejas e especialmente em referência ao “falar em línguas”. Elas são mandadas a ficarem caladas, mas este mandamento não é observado pela maioria dos pentecostais, pois hoje, nas suas reuniões, as mulheres falam “em línguas” e não os homens. Há poucos homens que “falam em línguas” no Pentecostalismo hoje[4].


Para justificarem-se, os pentecostais usam o versículo 18 do capítulo 2 de Atos que diz:

 

 

“E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;” – Atos 2.18

 

 

Devemos notar cuidadosamente que este versículo ensina que ambos – homens e mulheres – “profetizarão”. “PROFETIZAR” NÃO QUER DIZER APENAS REVELAR O FUTURO, MAS, SIM, FALAR DE ALGUMA COISA, OU ANUNCIAR A MENSAGEM DA SALVAÇÃO, como cada crente deve fazer individualmente [em testemunho pessoal], quer seja homem ou mulher. Esta passagem não dá permissão para mulheres serem pastores ou líderes espirituais no trabalho do Senhor, como existe no pentecostalismo. QUASE ODOS OS FALSOS CULTOS TEM SIDO LIDERADOS OU INICIADOS POR UMA MULHER. Muitos lares têm sido divididos e crianças negligenciadas porque esposas e mães pensaram erradamente eu foram chamadas por DEUS para pregar o Evangelho. O resultado tem sido um desastre, quer espiritual e moral, e também desonra a JESUS CRISTO. AS MULHERES QUE OBEDECEM A PALAVRA DE DEUS NESTE SENTIDO TÊM GRANDE OPORTUNIDADE DE TRABALHAR PARA ELE, SERVÍ-LO SEM NECESSITAR TORNAR-SE UMA PREGADORA.

 


V – A BÍBLIA NÃO ENSINA QUE É SEMPRE DA VONTADE DE DEUS A CURA DO ENFÊRMO SE ELE EM FÉ.

 

 

A BÍBLIA NÃO ENSINA ISTO. É verdade que Hebreus nos diz: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.” – Hebreus 13.8; Graças a DEUS! Ele tem o mesmo poder de curar hoje como sempre teve, e Ele cura quando é da Sua Vontade. No entanto, mesmo quando os apóstolos viviam, os sinais e milagres começaram a desaparecer, porque com o advento da Palavra escrita de DEUS eles não precisavam mais deles para autenticar a mensagem do Evangelho.  A AFIRMAÇÃO DOS PENTECOSTAIS, DIZENDO QUE ELES REDESCOBRIRAM E “RESTURARAM” OS “DONS PERDIDOS” DO ESPÍRITO SANTO, É PURA FICÇÃO. ELES NUNCA SE PERDERAM. Até mesmo o apóstolo Paulo, o qual realizou milagres maravilhosos pelo poder de DEUS, deixou um dos colaboradores no Evangelho bem doente, em Mileto:

 

“...e deixei Trófimo doente em Mileto.”- II Timóteo 4.20b

 


E quando Paulo pediu a DEUS para ser libertado do “espírito da carne” (II Coríntios 12.7), e mesmo tendo pedido ao Senhor por três vezes, a simples resposta de DEUS foi:

 


“E disse-me: A minha graça te basta basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.”

 


As “GRANDES OBRAS” que o Senhor Jesus prometeu que os Seus discípulos fariam (João 14.12) não eram milagres físicos, mas sim espirituais. Ele ressuscitou mortos. Certamente este é  maior milagre físico. Ninguém faz isso hoje. No entanto, pelo poder do Espírito Santo mais de três mil almas, “mortas em ofensas e pecados” (Efésios 2.1), receberam a vida em JESUS CRISTO no dia de Pentecostes.  A SAV]LVAÇÃO DE UMA ALMA É O MAIOR MILAGRE DE TODOS.



CERTAMENTE, A LIBERTAÇÃO DE TODAS AS CONSEQUÊNCIAS DO EPCADO DE ADÃO FIO FEITA POSSÍVEL, PELA REDENÇÃO DE CRISTO, conseqüências que incluem o pecado, a doença e a maldição sobre toda a criação animal e material – mas tudo na sua ordem; isto é, na ordem de DEUS. Libertação de culpa e do poder do pecado é possível AGORA para todo aquele que crê. MAS A REDENÇÃO DO CORPO AINDA É FUTURA. Paulo diz que estamos “...esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.”  (Romanos 8.23 cf). Nós não estaríamos “ESPERANDO” se os nossos corpos fossem redimidos agora. Eles serão redimidos quando o Senhor Jesus Cristo voltar. E então Ele transformará estes corpos mortais e corruptos em corpos gloriosos e espirituais como o d’LE, glorioso e ressurreto (Filipenses 3.20-21). Toda a fraqueza, cansaço, doença, tristeza, dor e morte será então vencida – glória ao Seu glorioso nome! Naquele mesmo dia, toda a criação – material e animal – será libertada do jugo da corrupção (Romanos 8.19-23).



Tiago 5.14-15, cf.: “E a oração da fé salvará o doente,...” é usada para provar a idéia de que onde há fé, haverá cura. Notemos dois fatos sobre esta passagem: Primeiro, é dirigida “...às doze tribos que andam dispersas...” (Tiago 1.1, cf). Foi escrita para judeus crentes que ainda desfrutavam  das promessas judaicas da cura do corpo. Eles estavam dentro daquele período de transição entre {a Dispensação da] Lei e [a Dispensação das igrejas locais] Graça, entre o andar por vista e o andar pela fé. Segundo, os “presbíteros” (pastores) é que eram chamados a orar. PORTANTO, DESDE QUE ERA A “ORAÇÃO DA FÉ” QUE “SALVARIA O DOENTE”, E QUE OS “PRESBITEROS” DEVERIAM ORAR – SE O DOENTE SÃO FOSSE CURADO, OS “PRESBITEROS” DEVERIAM CULPAR-SE A SI MESMOS! Os curandeiros de hoje que usam esta passagem fazem o contrário. Eles culpam o doente e não eles próprios. Assim fazendo, eles “adicionam mais aflições ao doente”, acusando-o de falta de fé, e dessa maneira fazem com que o doente sofra mais, condenando-se a si próprio. Isto é um grande mal e pecado.

 


DEVEMOS ORAR PARA OS DOENTES HOIJE? SIM, CERTAMENTE! A PALAVRA DE DEUS MANDA QUE ASSIM O FAÇAMOS.

 

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” – Filipenses 4.6

 


DEUS pode curar. Portanto, vamos orar e usar os meios que DEUS tem provido, e deixar o resultado com Ele.


A maioria dos crentes ora muito pouco sobre as suas doenças, e dependem somente do auxílio humano e de remédios. Isto [também] é errado. Nós precisamos de nos lembrar que nossos corpos pertencem a DEUS e que são habitados pelo Espírito Santo, e que não devemos abusá-los mas, sim, apresenta-los a DEUS para o Seu serviço e glória (Romanos 12.1, 2).


Você já é salvo, meu amigo? Se não é, você está perdido. Se persistir em sua incredulidade, irá para o inferno. [Renda-se] ao Senhor Jesus Cristo como o seu Salvador hoje! Ele lhe ama e já morreu na cruz para lhe salvar. Você é salvo? Tem certeza de sal salvação? Então fique firme na Sua Palavra:

 

“A entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices.” – Salmos 119.130

 

 

SEJA UM FILHO DE DEUS QUE PROVA TUDO PELA SUA PALAVRA, OBEDECENDO-A E A NADA MAIS. E ELE O GUARDARÁ DAS CILADAS DE SATANÁS.

 

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” – II Timóteo 2.15

 

 

Autor: Francisco Huling – 1971.



[1] Assim como CRISTO se ausentou da Terra por um período, o Espírito Santo também se “ausentará’” antes do período da Tribulação, levando consigo os salvos e voltando a agir em Israel somente, como o fazia nos tempos do Antigo Testamento.

[2] Ver Mateus 4.5 e 8.

[3] Em alguns casos mais extremados, mesmo como “gênios e publicanos”, ou falsos irmãos.

[4] O autor escreveu no início da década de 70. Imagine-se o que diria se visse a atual heresia multiplicada em inumeráveis “pastoras” e “apóstolas” modernas?

topo